Arquivo para agosto \28\UTC 2009

28
ago
09

[REVIEW] Dragon Ball Z Burst Limit – Tem limite SIM

HERE WE GO AGAIN! AND AGAIN AND AGAIN AND AGAIN...

HERE WE GO AGAIN! AND AGAIN AND AGAIN AND AGAIN...

Esse foi um dos primeiros jogos de Xbox 360 que eu ganhei. Por que eu pedi ele? Porque eu adoro Dragon Ball Z, e queria ver o meu Kamehameha com o poder do Next-Gen. Dragon Ball Z: Burst Limit prometeu muitas coisas, mas deixou de cumprir algumas.

Beleza, começando: O jogo é aquela mesma coisa de sempre: Acompanhe as aventuras de Goku e seus amigos para se tornarem os guerreiros mais fortes do universo e derrotar os mais diversos adversários BLÁBLÁBLÁ, todos já sabemos disso. Quem nunca ouviu falar de  Dragon Ball Z? Bem, quando eu comecei a jogar, eu admito: VIBREI. Parecia ótimo. Cutscenes arejadas, gráficos irados, animações interessantes… até mais ou menos a segunda ou terceira luta. Você percebe que o jogo foi feito às pressas: Cara, as animações nas cutscenes de lutas SÃO AS MESMAS. É SÉRIO. NÃO IMPORTA COM QUE PERSONAGEM, VOCÊ VAI VER SEMPRE A MESMA PORCARIA TODA VEZ QUE ELES LUTAREM EM FILMES.

Outra coisa que eu não gostei muito foram os Archieviments: Eu sei que não é nada, mas eles estão todos em japonês. Eu não posso saber o que fazer para conseguir mais pontos, e considerando que ir na cagada é difícil comparado aos outros DBZs (vocês já vão ver o porquê), isso é irritante.

Quantas vezes a gente já não viu isso?

Quantas vezes a gente já não viu isso?

Certo, agora, sobre o gameplay: É interessantíssimo. Os cenários são ótimos, mas são menores do que os dos jogos de PS2, coisa que eu considero um pecado considerando o poder dos novos consoles.  O sistema de parceiros é até legal: Tipo, você escolhe alguém pra te ajudar antes da luta começar, e escolhe as situações em que ele aparece. Quando é com você é legal porque salva sua vida, mas quando é com o inimigo, você fica fulo da vida.

Os personagens são outros ponto também: Cara, eu queria todos os personagens do anime e mangá, não só aquele tantinho. Parece até Budokai, caramba. O sistema de dificuldades ainda dá pra te divertir um pouco, mas de um jeito ou de outro, tudo fica fácil.

A produção do jogo é iradinha, mas podia ser melhor. De qualquer jeito, ficou foda.

A produção do jogo é iradinha, mas podia ser melhor. De qualquer jeito, ficou foda.

Antes de matar o jogo, eu falo: É divertido pra caramba, sim. O PVP da Xbox Live é legal, eu até fiz um amiguinho lá pra lutar. Não tem muito lag aqui, pelo menos, e alguns especiais ficaram interessantes, mas… o maior erro do jogo:

A PORCARIA DO JOGO ACABA NA SAGA DO CELL!

Eu fiquei FULO DA VIDA quando eu terminei o jogo: Saga do Cell. SAGA DO CELL! ELES PULARAM A DROGA DA MELHOR SAGA DO ANIME TODO!

Caramba meu, eu queria MUITO ver a saga do Manjin Buu: Tinham muitos personagens legais e fortes, várias partes incríveis, eu aguentaria até as cenas de luta recicladas. E eu queria muito lutar contra o Majin Buu! Eu fiz isso no Budokai 3 pra cima, caramba! Isso no PS2! Qual o problema da BANDAI? Eles tinham a oportunidade de fazer o melhor jogo de Dragon Ball Z da história (eu não joguei o Infinite World porque muitas fontes me disseram para passar longe, e eu tive preguiça de procurar o torrent.) e acabaram na saga do Cell! Isso é ridículo, um verdadeiro insulto ao consumidor. Desculpem, mas é a verdade. Pelo menos o arco do Bardock (O Pai De Goku, que ganhou um OVA até) é muito legal, principalmente o fim.

A gente fala mal, mas é sempre legal você soltar um Kamehameha...

A gente fala mal, mas é sempre legal você soltar um Kamehameha...

Resumindo: Dragon Ball Z: Burst Limit poderia ter sido infinitamente melhor. A BANDAI está achando que a fórmula sempre vai funcionar, mas agora eu tenho que desabafar: EU CANSEI. Cansei de jogar pela entediante “Saga de Namek”, cansei de ver sempre os mesmos personagens, cansei, cansei… não. Eles precisam renovar. Caramba, fazem décadas! Façam algo novo! O MMORPG de Dragon Ball Z está chegando, e já está na minha lista de “Must HAVE”, mas o próximo para next-gens não está. Não vou mais jogar isso de novo a menos que tenha certeza de que não vai ser uma decepção.

Se você é um fan do anime, você pode não gostar, mas se gosta de jogos de luta, SNEAK IN RECOMENDA.

Avaliação Final Sneak In:

Jogabilidade: 6/10

Gráficos: 7/10

Trilha Sonora: 9/10

Diversão na primeira vez jogando: 7/10

Diversão nas próximas: 5/10

Prende a atenção do jogador: 6/10

Média: 7/10

Ah, antes que eu me esqueça:

O Brolly é um MERDA. Sempre FOI um merda em todos os jogos, É um merda agora, e SEMPRE será um merda em todos os jogos e filmes de Dragon Ball Z.

24
ago
09

[Review] [PROTOTYPE] – O nome não poderia ser mais perfeito

Alex Mercer - O Kratos Nova Iorquino

A algumas semanas atrás, me deparei com um jogo que eu queria muito por causa de vídeos: [PROTOTYPE], um jogo onde basicamente você é um cara com super poderes em Nova York e tem que ou matar todo mundo ou dilacerar todo mundo… e descobrir quem é você. Cara, como pode ser ruim?!

E não é.
Prototype conta a história de Alex Mercer: Um rapaz que acorda numa mesa de necrotério, sem saber quem é. É, o cara tava morto. Depois de fugir, ele percebe que suas habilidades são muito superiores às dos seres humanos normais: Ele pode pular muito alto, tem super força, super velocidade… e aí, vem a bomba: Quando ele mata alguém, ele pode “absorver” aquela pessoa, podendo depois se disfarçar como ela e absorver suas memórias.

Enquanto você faz suas descobertas sobre si mesmo, descobre também que a ilha de Manhattan está em quarentena: Um vírus mutante foi liberado, e o exército acha que você é um terrorista comedor de bebês estuprador Hannibal que fez tudo aquilo. Cabe a você descobrir o que aconteceu, qual a ligação dessa ameaça com um incidente parecido em Hope, Idaho, em 1969, e a maior pergunta de todas: Quem é você?

Essa é premissa de PROTOTYPE, um jogo que quase fez meu Xbox dar 3Rl. Vamos começar a review:

Eu esperava muita diversão do jogo, e não fiquei decepcionado! Você consegue realmente sentir como se fosse Alex. Você se liga ao personagem, sente como o personagem se sente… imagine um GTA, misturado com Homem-Aranha (os bons, não os idiotas), e depois coloque os poderes dos dois em um só cara. Você tem Alex Mercer.
Você começa com todos os seus poderes, e então somos apresentados a alguém encima de um telhado, e Alex vai contando sua história. E aliás, a história do jogo não é seu ponto forte: Claro, você fica vendo tudo se encaixar e tudo o mais, mas é uma premissa já muito usada. MAS CARAMBA, DESTRUIR NOVA YORK É DIVERTIDO PRA CARALHO!

Você VIBRA quando aparece isso.

Você VIBRA quando aparece isso.

O gameplay do jogo é engenhoso, mas antes que eu fale mais, deixe-me apresentá-lo ao sistema mais legal de memórias dos ultimos tempos: Falo da Web Of Intrigues, um sistema interessantíssimo que abusa do poder de consumir pessoas de Alex. É simples: Toda vez que uma pessoa sabe algo sobre você, aparece um símbolo de uma cabeça laranja com um cérebro em destaque. Você consome essa pessoa (STEALTH CONSUMES SÃO IRADAS. Pronto, disse.) e consegue sua memória. São aproximadamente 131 pessoas que você tem que consumir, desde chefões, pedestres, médicos, militares… qualquer um que souber algo sobre você. Fica viciante procurar por essas pessoas. Você para no meio de uma missão importante para absorver um ou dois que deram sopa.

Infelizmente, a câmera, que deveria ser sua amiga de todas as horas, não ajuda muito: O 3D é bem adaptável, a maioria vai gostar, mas o sistema de mira é PODRE. É aquele tipo que quando você quer fazer algo, ele faz outro. Você pode ter problemas se for fraco, mas tem uma hora no jogo onde você simplesmente pode apertar um botão para matar os inimigos.

Outra coisa: Eu podia ter terminado o jogo todo só esmagando botões. Eu gosto de jogos que me testam, que me fazem ver o melhor jeito para ir do ponto A ao ponto B, mas Prototype tem pouco disso. Só mesmo quando é uma missão para chutar bundas militares discretamente.

Semelhanças com Spider Man? Imagina.
Qualquer semelhança com Spider-Man deve ser intencional. Sério.

Depois de algumas horas de jogo, você já está entregue ao vício: Eu mesmo só parei no primeiro dia porque tinha aula de manhã. Alguns jogadores podem querer desligar o sangue, mas eu me divertia tanto que nem vi se tinha essa opção.

A reviravolta no fim me fez ficar ligadão, mas eu logo fiquei decepcionado: O ultimo chefão é fácil pra caramba, enquanto os outros eram altamente desafiadores. Não sei, pode ser porque eu já estava FULL POWER e já tinha um jogo todo atrás de mim, mas foi bem naquela de “Caramba, tudo isso pra matar esse cara?”. Mesmo assim, depois de jogar esse jogo, eu quero um PS3 pra jogar InFamous. Destruir Nova York se mostrou um vício.

Agora, algumas pessoas podem achar que esse tipo de jogo faz as crianças ficarem mais violentas e menos sociáveis. Bem, eu digo Fuck Them. Pular de um helicóptero e destruir uma rua é DIVERTIDO.

Essa cara de EU SOU FODA não cansa.

Essa cara de "EU SOU FODA" não cansa.

[PROTOTYPE] é um jogo que vale a pena, divertido, que você passa horas na frente da telinha da televisão jogando. O fator Replay não é tão grande, mas é bom pra passar o tempo. SNEAK IN APROVA!

Avaliação do Sneak In:

Jogabilidade: 7/10
Gráficos: 8/10
Trilha Sonora: 9/10
Diversão na primeira vez jogando: 9/10
Diversão nas próximas: 6/10
Prende a atenção do jogador: 7/10
Média: 8,4/10

PS: Alguém me arranja a Soundtrack do jogo? Alguém? Alô? Por favor?

19
ago
09

[Amo o youtube] PS3 Slim Unbox!

Beleza, faz mais ou menos 42 horas que eu postei o lance sobre o PS3 Slim, né? Pois o povo do GAMESRADAR (ótimo canal do youtube, recomendo) já postou sobre como eles abriram a caixa!
Hum… a minha opinião tá dividida. Não tenho muito espaço restante, talvez o slim seja uma boa pedida… sei lá. Tijolão é tijolão, mas o slim parece promissor. É só matarem o designer que tá beleza.

Na moral, se tiver InFamous e Metal Gear Solid 4, eu quero.

17
ago
09

Trailer de Rock Band – The Beatles!

An old cover by a new photoshoper.

An old cover by a new photoshoper.

Rock Band – The Beatles vem aí,para rivalizar com Guitar Hero 5(Com setlist completa aqui no blog: http://tinyurl.com/qqws3g).

No vídeo,a gameplay do jogo.Na minha opinião, o jogo parece estar ótimo.Gráficos legais, banda legal e a fórmula de sempre.Não pode dar errado,certo?Não se GH5 for melhor.

Agora, a setlist de Rock Band – The Beatles,separada por discos.

Singles
I Want To Hold Your Hand
I Feel Fine
Day Tripper
Paperback Writer
Revolution
Don’t Let Me Down

Please Please Me (1963)
I Saw Her Standing There
Boys
Do You Want To Know A Secret
Twist and Shout

With the Beatles (1963)
I Wanna Be Your Man

A Hard Day’s Night (1964)
A Hard Day’s Night
Can’t Buy Me Love

Beatles For Sale (1964)
Eight Days a Week

Help! (1965)
Ticket To Ride

Rubber Soul (1965)
Drive My Car
I’m Looking Through You
If I Needed Someone

Revolver (1966)
Taxman
Yellow Submarine
And Your Bird Can Sing

Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band (1967)
Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band
With a Little Help From My Friends
Lucy In The Sky With Diamonds
Getting Better
Good Morning Good Morning

Magical Mystery Tour (1967)
I Am The Walrus
Hello Goodbye

The Beatles (White Album) (1968)
Dear Prudence
Back In the U.S.S.R.
While My Guitar Gently Weeps
Birthday
Helter Skelter

Yellow Submarine (1969)
Hey Bulldog

Abbey Road (1969)
Come Together
Something
Octopus’s Garden
I Want You (She’s So Heavy)
Here Comes the Sun

Let It Be (1970)
Dig a Pony
I Me Mine
I Got a Feeling
Get Back

Love (2006)

Within You Without You/Tomorrow Never Knows

Os créditos pela setlist vão para a revista GameInformer.

See Ya!

13
ago
09

[AGORA VAI!] IMAGENS OFICIAIS DO PS3 SLIM!

U.G.L.Y?

U.G.L.Y?

Lembra daquele meu GAFE dizendo que o PS3 tinha saído Slim? Sabe, que eu até coloquei um vídeo das Filipinas? Eu me desculpo por aquilo.

Pronto. Agora… SAÍRAM AS REAIS, CARA!

Diretamente do Nerds Somos Nozes, vem a informação da GameWave de que a Sony vai lançar o PS3 Slim (não-confirmado)! Nice? É, talvez. Mas eu ia comprar meu tijolão agora…

O que mais me interessa no PS3 é o HD, porque aí não preciso comprar um fuckin memory card. Memory Card pra PS3 vai ser CARO PRA CARAMBA no Brasil, com certeza…

Bem, fiquem com as fotos (por algum motivo não consegui coloca-las no site. Vai no link mesmo!):

Foto 1

Foto 2

Foto 3

Foto 4

P.S: Finalizei Prototype. Logo vou tar fazendo uma review dele =D

06
ago
09

[Complementando o de baixo] Lista COMPLETINHA das músicas de GH5

E aí povo =D Foi mal, meu computador tinha pifado. Beleza, vamos ao que interessa:

Saiu a listinha das músicas de GH5. Todas.

Sacasóaí:


» 3 Doors Down – “Kryptonite”
» Arctic Monkeys – “Brianstorm”
» Blink-182 – “The Rock Show”
» Dire Straits – “Sultans Of Swing”
» Jimmy Eat World – “Bleed American”
» Johnny Cash – “Ring Of Fire”
» Megadeth – “Sweating Bullets”
» Mötley Crüe – “Looks That Kill”
» Muse – “Plug In Baby”
» Nirvana – “Smells Like Teen Spirit”
» Queen & David Bowie – “Under Pressure”
» Stevie Wonder – “Superstition”
» The Killers – “All The Pretty Faces”
» The Raconteurs – “Steady As She Goes”
» TV On The Radio – “Wolf Like Me”
» A Perfect Circle – “Judith”
» AFI – “Medicate”
» Attack! Attack! UK – “You And Me”
» Band Of Horses – “Cigarettes, Wedding Bands”
» Beastie Boys – “Gratitude”
» Beck – “Gamma Ray”
» Billy Idol – “Dancing With Myself”
» Billy Squier – “Lonely Is The Night”
» Blur – “Song 2″
» Bob Dylan – “All Along The Watchtower”
» Bon Jovi – “You Give Love A Bad Name”
» Brand New – “Sowing Season (Yeah)”
» The Bronx – “Six Days A Week”
» Bush – “Comedown”
» Children Of Bodom – “Done With Everything, Die For Nothing”
» Coldplay – “In My Place”
» Darker My Love – “Blue Day”
» Darkest Hour – “Demon(s)”
» David Bowie – “Fame”
» Deep Purple – “Woman From Tokyo (’99 Remix)”
» The Derek Trucks Band – “Younk Funk”
» The Duke Spirit – “Send A Little Love Token”
» Duran Duran – “Hungry Like The Wolf”
» Eagles Of Death Metal – “Wannabe In L.A.”
» Elliott Smith – “L.A.”
» Elton John – “Saturday Night’s Alright (For Fighting)”
» Face To Face – “Disconnected”
» Garbage – “Only Happy When It Rains”
» Gorillaz – “Feel Good Inc.”
» Gov’t Mule – “Streamline Woman”
» Grand Funk Railroad – “We’re An American Band”
» Iggy Pop – “Lust For Life (Live)”
» Iron Maiden – “2 Minutes To Midnight”
» Jeff Beck – “Scatterbrain (Live)”
» John Mellencamp – “Hurts So Good”
» Kaiser Chiefs – “Never Miss A Beat”
» King Crimson – “21st Century Schizoid Man”
» Kings Of Leon – “Sex On Fire”
» Kiss – “Shout It Out Loud”
» Love and Rockets – “Mirror People”
» My Morning Jacket – “One Big Holiday”
» Nirvana – “Lithium (Live)”
» No Doubt – “Ex-Girlfriend”
» Peter Frampton – “Do You Feel Like We Do? (Live)”
» The Police – “So Lonely”
» Public Enemy Featuring Zakk Wylde – “Bring the Noise 20XX”
» Queens Of The Stone Age – “Make It Wit Chu”
» Rammstein – “Du Hast”
» The Rolling Stones – “Sympathy For The Devil”
» Rose Hill Drive – “Sneak Out”
» Rush – “The Spirit Of Radio (Live)”
» Santana – “No One To Depend On (Live)”
» Scars On Broadway – “They Say”
» Screaming Trees – “Nearly Lost You”
» Smashing Pumpkins – “Bullet With Butterfly Wings”
» Sonic Youth – “Incinerate”
» Spacehog – “In The Meantime”
» Sublime – “What I Got”
» Sunny Day Real Estate – “Seven”
» T. Rex – “20th Century Boy”
» The Sword – “Maiden, Mother & Crone”
» Thin Lizzy – “Jailbreak”
» Thrice – “Deadbolt”
» Tom Petty – “Runnin’ Down A Dream”
» Tom Petty & The Heartbreakers – “American Girl”
» Vampire Weekend – “A-Punk”
» Weezer – “Why Bother?”
» The White Stripes – “Blue Orchid”
» Wild Cherry – “Play That Funky Music”
» Wolfmother – “Back Round”

Ééééééé… até que dá pro gasto, né?

Agora pra o que interessa MENOS:

Tô jogando Prototype. Meu Xbox quase teve 3RL de tanto que eu joguei. Tô quase acabando! =D E se alguém souber um modo de achar os Web Targets que NÃO SEJA andando a porra da cidade toda, eu ficaria agradecido.

Agora pro menos interessante:

Comprei a guitarrinha pra jogar Rock Band e GH. Way, é legal.

Guitar Hero 5 sairá pra Playstation 3, Playstation 2, Xbox 360 e Wii.




agosto 2009
S T Q Q S S D
« jul   set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Twitter